Entrevista Com o Escritor Pedroom Lane

Hoje trouxemos uma entrevista com o escritor Pedroom Lanne, autor do livro Adução. Confiram a postagem.

Líbero Alves, do blog Reconto Virtual (www.recontovirtual.blogspot.com.br) em entrevista vapt-vupt com o escritor Pedroom Lanne.

Líbero Alves: Olá, Pedroom. Tudo bem? Nos fale onde e quando você nasceu.

Pedroom Lanne: Tudo bem. Nasci onde Deus escolheu e exatamente quando ele determinou, ou seja, as 10h30 do dia 04 de junho de 1971 na maternidade Santa Cecília em São Paulo, capital.

Líbero Alves: Escrever sempre foi um robby/paixão?

Pedroom Lanne: Sim. Desde que eu comecei a me interessar pela literatura quando tinha 10 ou 11 anos. Como alguém incapaz de fugir de seu destino, até mesmo os trabalhos que exerci antes de me tornar escritor exigiam que eu escrevesse, tanto como professor de comunicação e webdesigner, profissão esta última que sempre exigiu a redação de textos publicitários e afins. Eu acabo de publicar dois livros infantis que fiz na escola durante a 3ª e a 4ª série, apesar de não saber naquele momento, esses dois livros podem até mesmo ser considerados como um marco inicial dessa paixão. Demonstram que meu incurso pela literatura e toda essa paixão começou na escola primária (ou fundamental).

Líbero Alves: Por que você gosta de escrever?

Pedroom Lanne: Só há uma explicação que consigo racionalizar para tentar explicar isso: o prazer que tenho em viver as histórias que escrevo dentro de minha mente como se fosse um jogo de RPG stand-alone, consegue pegar a ideia? Como motivação, a tentativa de eternizar alguma ideia importante ou um recorte do retrato de nossa sociedade para as gerações futuras soa como uma espécie de missão a qual tento cumprir, por outro lado, pensando que o fracasso é inerente a busca pelo sucesso, gosto de escrever também puramente objetivando entreter as pessoas com meus pensamentos e histórias.

Líbero Alves: De onde surgem as inspirações e ideias que você coloca no livro?

Pedroom Lanne: Creio que das inúmeras referências de produtos midiáticos que consumi desde minha infância e dos estudos que empreendi até galgar meu título de mestre em comunicação. Todavia, falando especificamente do primeiro livro que lancei oficialmente, cujo tema é a inteligência alienígena, a hipótese de tal história ter sido plantada em minha mente talvez de maneira espiritual psicográfica não pode ser descartada, ainda que se for verdade, é totalmente inconsciente para mim.

Líbero Alves: alguém te incentivou a escrever?

Pedroom Lanne: Minha esposa, quem me ajuda nas releituras do livro e apoia minha carreira integralmente apesar de eu não estar ganhando nenhum dinheiro com isso. Antes dela, a reciprocidade que obtive com minhas ideias em jogos de RPG tradicionais e virtuais também foi algo que me motivou a escrever, pois cri que se gostavam de certas sacadas minhas durante os jogos, talvez mais pessoas pudessem também gostar de uma história minha através de um livro, conto etc...

Líbero Alves: Qual é o seu escritor e sua escritora favorito(a)?

Pedroom Lanne: Eu não acredito que se deva separar homens de mulheres em termos literários (aliás, em quase nada), desse modo, meu escritor preferido é Edgar Allan Poe.

Líbero Alves: O que você gosta de fazer no tempo livre?

Pedroom Lanne: Vou responder essa pergunta com uma citação de um filme de Bruce Brown (que produziu e dirigiu o célebre Endless Summer): "Algumas pessoas gostam de se divertir com qualquer atividade de solo, já nós, preferimos... Surf!". Surfar, pegar onda de pranchão e stand-up é o que gosto de fazer em meu tempo livre.

Líbero Alves: Uma mensagem que você deixa para quem sonha em escrever um livro?

Pedroom Lanne: Ter em mente que as suas ciências são Línguas e Ergonomia. Assim sendo, afie a ponta dos dedos, mergulhe em seus pensamentos, prepare seu bumbum e escreva, continue escrevendo, depois volte a repetir esse ciclo e escreva mais vezes.

Gostaram da entrevista ? Em breve traremos mais entrevistas com mais autores tops.

Por Líbero Alves
Tecnologia do Blogger.